Dúvidas/Condomínio

Sem pressa e sem perigo

É impossível se chegar a um acordo de qual é a velocidade máxima ideal de um condomínio. Existem condomínios onde não se pode ultrapassar os 10 km/h. Aí os motociclistas dizem que nesta velocidade é praticamente impossível ficar em cima da moto. Outros dirão que é exagero.
Existem os condomínios que optam por 30 km/h. Talvez seja muito para a segurança das crianças, diriam os mais precavidos. O que vemos é que 20 km/h é uma boa velocidade.
Até aí tudo bem. Basta a maioria definir na assembleia e tudo fica acertado. O problema é fazer com que todos andem nesta velocidade.
Tem a hora da pressa ou naquele horário que não tem ninguém andando nas ruas, mas tem também aquela visita que parece achar que placa de trânsito é decoração.
Não é fácil fazer com que todos andem de acordo com a velocidade estipulada. Primeiro é preciso conscientizar os moradores da importância de respeitar esta regra. Depois é preciso mostrar que em casa, os pais precisam conscientizar os filhos da importância de não exceder a velocidade. Tarefa nada fácil.
Jogue a primeira pedra aquele que nunca teve vontade de acelerar um pouco mais, achando que não há problema circular pelo condomínio um pouquinho acima da velocidade. Mas precisamos nos conter, pois o acidente pode estar à nossa frente, e dez quilômetros por hora a menos pode ser fundamental para se evitar uma morte.
Precisamos ter consciência de que ao morarmos em um condomínio, uma das primeiras coisas que pensamos é quanto à segurança. Quem tem filho então, vive falando que é uma tranquilidade saber que seus filhos podem andar pelas ruas sem perigo. É esta segurança que precisamos preservar e ela só será possível se respeitarmos as regras impostas nas assembleias, e uma delas é o limite de velocidade.
Vamos respeitar, a qualquer hora do dia ou da noite. E não se esqueça de avisar as visitas de que não se deve ultrapassar o limite.


Voltar página